Início > Jogos, Política Pessoal > Violência gera violência!

Violência gera violência!

Depois do massacre  da última semana que chocou o Brasil, cometido por Wellington Menezes de Oliveira, ficou claro muitas questões que precisamos amadurecer. É muito delicado falar do tema, mas gostaria de colocar aqui alguns pontos que estão me deixando mais irritado que o normal..e que resolvi compartilhar:

  • Alguns mais exaltados com a tragédia de Realengo depredaram a casa de Wellington de  Oliveira. As pessoas que fizeram isso, deveriam antes de tudo ter vergonha e mais respeito com as crianças mortas e feridas pelo psicopata. Fazer justiça com as próprias não é nenhum um pouco racional. Temos de clamar  justiça para o estado, e só. Este tipo de ato só alimenta mais raiva e ódio.
  • Os nossos governantes, oportunistas, para variar, querem ressuscitar a campanha do desarmamento. Piada! Querem justifica-lá com esta tragédia, o crime não tem nada a ver com a questão da posse da arma. O cara tinha pertubações mentais, ia fazer o que fez, independentemente, de ter uma arma. Além do mais, a arma foi obtida de forma ilegal. Parece que os nossos nobres representantes nunca assistiram o filme Sr das Armas do Nicolas Cage. Quanta Pureza!
  • Outra parte da sociedade ortodoxa simplesmente está colocando a culpa, de um cara que tem sérios problemas mentais – repito, nos jogos de PC e console..Outra aberração. Está é, sem dúvida, a maior das imbecilidades.
  • Os defensores que o rapaz teve bullying e, por isso, cometeu o crime que cometeu: Oras, se fosse assim (é bem clichê o que vou dizer) eu teria matado alguns caras aí…e já teriam me matado faz tempo. Enfim, mais uma desculpa que não cola.
  • A questão da religião de Wellington, de ele ser islâmico, o que ele não era de fato, ter influenciado na matança foi a gota d’água. Mostra a falta de conhecimento das pessoas com outras religiões, desrespeito. Quem disse, que os islâmicos defendem matar crianças a torto e a direita? Se fosse assim (mais um clichê) o Hitler, aí o Hiltler…seria um santo. Já que era cristão.

Sem querer ser puritano, mas, com a modernização da família ou a destruição desta “instituição” que vêm acontecendo a tempos, os novos pais são os responsáveis de verdade pelos que os filhos vão ser. Muitos estão preocupados apenas em construírem suas carreiras (e isto vale, na minha opinião, tanto pra homem quanto pra mulher) e esquecem ou deixam os filhos com as babás (ou similarees), querem jogar a culpa de tudo de errado para os outros (estão tercerizando a educação que vem do berço…kkk). Muitos não tem preparo e paciência para criação.  Daí acontece um crime bárbaro deste, e vem à tona aquele pensamento ultrapassado, batido e que está na hora de ser revisto pelos pais, sociedade e, principalmente para aqueles que  se julgam formadores de opinião. Proponho, admitir nossa incompetência. Sei que estou no papel fácil, do cara que é solteiro e não tem filhos. Mas fazer o básico é primordial. Educação, respeito são coisas difíceis de encontrar nas novas gerações. E ausência disto, mais tarde, será o verdadeiro risco para a sociedade!

Enfim, é isto.

Por Guilherme Henrique de Oliveira

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: